Globo será curta e breve sobre a morte de Paulo Henrique Amorim

Crítico feroz da TV Globo, a morte de Paulo Henrique Amorim passará quase que despercebida nos noticiários da Globo.

O G1 dedicou econômicas quatro frases distribuídas em dois parágrafos breves. Um vídeo nos tempos de correspondente em Nova York também ilustra a matéria.

Na TV, no máximo, haverá um menção de 20 segundos com duas ou três imagens. E é só. No Bom Dia Brasil, a notícia da morte do ex-funcionário durou apenas 19 segundos. No JN, durou um pouco mais: 20 segundos.

Paulo Henrique Amorim trabalhou na emissora nos anos 90 e participou de grandes coberturas, como as Olimpíadas de Atlanta, em 1996. No mesmo ano deixou a TV da família Marinho rumo à Band.

Com Eduardo Moura
Jornalista e editor do blog AudiênciaCarioca. Clique e saiba tudo sobre o que movimenta as mídias do Rio. Curta nossas Redes Sociais: Facebook e Twitter