Homem é encontrado morto horas depois de Marcão do Povo chamá-lo de “corno” na TV

Uma reportagem exibida no Primeiro Impacto da última terça-feira (12) promete ser uma dor de cabeça na vida do SBT.

O apresentador Marcão do Povo trouxe a história de um homem que ameaçava se jogar da fiação elétrica. O caso aconteceu em Londrina e contou com a colaboração do repórter Felipe Macedo.

Segundo a reportagem, o soldador Aílton Soares teria sido traído. Os caracteres diziam: “Dor de Corno? Homem é traído e se pendura na rede elétrica”.

Marcão, por vezes, debochou da situação do homem: “Desça daí seu corno, desça daí… Desça daí chifrudo o que é que há? Você ganhou foi gaia não foi asas pra voar…Você ganhou um par de chifres, não foi asas para voar. Você não é o único corno do Brasil, fique tranquilo… Chifre é que nem consórcio: a qualquer momento você é contemplado”.

Horas depois da reportagem ser exibida no SBT, Aílton foi encontrado morto. Um laudo pericial aponta que a causa da morte foi um suicídio.

Simone Nascimento Soares, esposa de Aitlon, confidenciou ao site Notícias da TV, do UOL, que o marido era depressivo e tomava remédios. Segundo Simone disse à reportagm, o marido teria se sentido ridicularizado e decidido tirar a vida. A família promete processar a emissora.

Além da esposa, Aílton deixou um filho de três anos.

O SBT informa que não comentará o caso. Rannieri Cavalcanti Lopes, advogado de Marcão do Povo, disse que “não houve qualquer incitação ao suicídio na matéria”.

Em 2017, Marcão entrou no olho do furacão ao chamar a cantora Ludmilla “pobre macaca”. A polêmica fez a Record TV Brasília demitir o apresentador do Balanço Geral DF.