A Lua Me Disse: Estreava há 15 anos, com polêmica envolvendo atriz indígena

No dia 18 de abril de 2005, estreava na faixa das 19h, a novela A Lua Me Disse, escrita pelo Miguel Falabella e Maria Carmem Barbosa, tendo no elenco nomes de peso como:  Adriana Esteves, Wagner Moura, Marcos Pasquim, Zezé Polessa, Arlete Salles, Aracy Balabanian, Débora Bloch entre outros.

 

Personagens gays, ou apenas travestidos de mulher, como a hilária dona Roma (Miguel Magno), conquistaram o público. Um dos melhores personagens do ator.

Porém, duas negras  racistas Latoya (Zezé Barbosa) e Whitney (Mary Sheila), que, junto com a Índia (Bumba), incomodaram entidades de direitos humanos. O Ministério Público Federal vetou este tipo de comportamento na novela, considerando que as cenas eram “constrangedoras ou degradantes” e classificando como racismo.

Miguel apostou em uma trama redonda para atrair o público de todas as idades, com personagens caricatos e exagerados, no caso de Ademilde (Arlete Salles).

A trama também foi alvo de entidades LGBT, sob o pretexto do autor Miguel Falabela usar falas homofóbicas e racistas em referência aos personagens gays da novela. Para especialistas, a trama foi agradável e uma das boas obras escritas pelo novelista.

O primeiro capítulo obteve média de 32 pontos, índice bastante inferior ao da sua antecessora, que foi a confusa trama ”Começar de Novo”. Seu último capítulo teve média de 40 pontos, com picos de 44. Terminou com uma média geral de 33 pontos.

Miguel Falabella, seis anos depois, escreveu sua última novela ”Aquele Beijo”, também na faixa das 19h.

AQUI TEM FOFOCA NAS REDES SOCIAIS


TWITTER: @beraldotv

FACEBOOK: Site Aqui tem Fofoca

INSTAGRAM: @aquitemfofocaoficial

Sobre Guilherme Beraldo 2743 Artigos
Guilherme Beraldo é jornalista e assina os sites 'Portal 4' e 'Aqui Tem Fofoca'. Crítico de TV, participou dos programas 'A Tarde É Sua', 'Mulheres', 'Versátil e Atual' e 'Conexão'. Siga-me no Twitter: @beraldotv