TVs católicas pedem dinheiro da Secom em troca de apoio a Bolsonaro

A ala bolsonarista da Igreja Católica está barganhando publicidade da Secom para suas rádios e TVs.

Em “romaria virtual” com Jair Bolsonaro, o dono da Rede Vida, João Monteiro de Barros Neto, disse para o presidente:

Leia também:

“A Rede Vida é a quarta maior rede de TV digital do País, mas, para que possamos crescer, precisamos ter mais investimentos.”

O padre Welinton Silva, da TV Pai Eterno, foi ainda mais adiante.

“A nossa realidade é muito difícil e desafiante, porque trabalhamos com pequenas doações, com baixa comercialização. Dentro dessa dificuldade, estamos precisando mesmo de um apoio maior por parte do governo para que possamos continuar comunicando a boa notícia, levando ao conhecimento da população católica, ampla maioria desse país, aquilo de bom que o governo pode estar realizando e fazendo pelo nosso povo.”

O Estadão resumiu o encontro:

“Ligados a ala opositora à CNBB, padres e leigos conservadores que controlam parte significativa do sistema de emissoras católicas de rádio e TV ofereceram ‘mídia positiva’ para ações do governo, que perdeu popularidade durante a pandemia. Em contrapartida, pediram publicidade estatal e outorgas para expandir sua rede de comunicação.”

Siga o Aqui tem Fofoca nas redes sociais:

Twitter: @beraldotv

Instagram: @aquitemfofocaoficial

Facebook: Aqui Tem Fofoca

Sobre Guilherme Beraldo 2595 Artigos
Guilherme Beraldo é jornalista e assina os sites 'Portal 4' e 'Aqui Tem Fofoca'. Crítico de TV, participou dos programas 'A Tarde É Sua', 'Mulheres', 'Versátil e Atual' e 'Conexão'. Siga-me no Twitter: @beraldotv