Coluna do Beraldo: O SBT não pode investir em esportes?

Imagem: Arte

O SBT deu uma parada no tempo: durante a pandemia, a emissora demitiu funcionários e não trouxe grandes novidades em sua programação.

A emissora de Silvio Santos não foi a única a passar por problemas estruturais. Da Globo até a RIT, de R.R. Soares, enxugaram custos e cortaram, até mesmo, o bom e velho cafezinho.

Após ver a Libertadores da América e a Liga dos Campeões livres no mercado, o SBT conseguiu trazer as duas competições para a sua programação. Que este colunista tenha conhecimento, a Record não entrou na disputa.

Recentemente, a última cartada do SBT foi adquirir a Copa América. A emissora pagou R$ 325 milhões pela Libertadores, até 2022. Exclusiva no torneio, ainda não foram vendidas todas as cotas comerciais.

Mesmo assim, o Arena SBT foi lançado, sob o comando de Benjamin Back. O formato não tem muita audiência, porém conta com faturamento. O elenco é vasto: conta com ex-jogadores Mauro Galvão e Edmílson como comentaristas; André Galvão e Glauco Pasa integram as reportagens.

A Liga dos Campeões terá um jogo por rodada exibido pelo SBT. A final da Champions, fora da TV aberta há três anos, voltará a estar liberada a todos os telespectadores no território nacional. Os valores pagos pela emissora não foram revelados.

O SBT pode, sim, transmitir futebol. Mesmo com pouca tradição na área, a estrutura com bons profissionais e excelentes eventos podem fazer da emissora uma boa vitrine para o esporte.

O que certamente está dando uma inveja em outras redes…

TV Cultura também investe no esporte

A TV Cultura de uma levada só conseguiu os direitos da Fórmula E e da Formula Indy. Sem contar que a emissora já tinha a Liga de Basquete feminina.

A Indy está há 32 anos na TV aberta: Band (1989-92); Manchete (1993-94); SBT (1995-2000); e Band de novo (2000-2020). A partir de 2021, a categoria entra na Cultura. Na emissora do Morumbi, a Indy atingia de 1 a 1,5 pontos na Grande SP.

Record também volta ao esporte

O Campeonato Carioca ficará na tela da Record TV por duas temporadas. Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco vão ficar com 60% das verbas da TV. Ao todo, serão R$ 26 milhões pelos dois próximos anos: R$ 11 milhões em 2021 e mais R$ 15 milhões, em 2022. O 40% restante será destinado às equipes menores.

Se a Record TV tem grana para gastar R$ 2 milhões por capítulo de Gênesis, totalizando R$ 320 milhões pela trama, não poderia pensar em investir em um campeonato de peso, certo?!

E a Band?

A Band vem tentando retomar a grife de “canal do esporte”: tem os direitos da NBA, Fórmula 1, Campeonato Russo, Campeonato Alemão, Campeonato Italiano e o Campeonato Brasileiro Feminino.

Oxente… de onde a Band tirou tanto dinheiro para adquirir basquete, corrida e jogos internacionais?!

RAPIDINHAS

  • O SBT com o Vem pra Cá tem dado 3 pontos no Ibope. Silvio esperava 4 pontos…
  • O Hoje em Dia, exibido pela Record TV, oscila entre 4 e 5 pontos. Fazendo as contas, o programa apresentado pela Patrícia Abravanel e Gabriel Cartolano está atrás da Record por 1 ou 2 pontos;
  • Em relação à TV Cultura, a emissora conseguia bater o SBT e Record, por vários minutos com os desenhos. Inclusive, chegou a passar o Hoje Em Dia;
  • O teto da Record Rio desabou e feriu 4 pessoa: um editor do Jornal da Record precisou de cirurgia. O silêncio é ensurdecedor;
  • Esqueceram de noticiar ou simplesmente não tiveram tempo para inserir o problema no JR Edição Noite?;
  • A tragédia na Record TV Rio poderia ter sido maior. Poucos minutos do teto desabar, a redação tinha uns 30 funcionários. Vale lembrar que já teve alagamento na sede carioca da emissora, em 2018;
  • Informação do site Audiência Carioca, do Eduardo Moura: Balanço Geral RJ e do Cidade Alerta, a Record TV Rio não conseguirão produzir as versões ao vivo nesta segunda-feira (19). Os cariocas e fluminenses vão assistir a programação gerada por São Paulo;
  • Circula-se na Globo o nome de Cátia Fonseca. Não é de hoje que ela é pauta entre os diretores da emissora;
  • Em tempos de pandemia, uma apresentadora anda levando maquiador e cabeleireiro para a fazer a sua produção. Quando chega estressada, mal dá bom dia para os colegas;
  • Tem um jornalista que ganhou o apelido de “escamoteio”… Traduzindo: fura olho de pautas… No mundo dele, só ele traz informações. Quando precisa creditar outro colega, o tal profissional acrescenta algo para desmentir ou reforçar a nota do coleguinha… Que feio!

A Coluna do Beraldo será postada segunda, quarta e sexta-feira por volta das 6h. Vale lembrar que já fazia a coluna desde os tempos do Portal 4, Portal do Beraldo e, agora, três vezes por semana aqui no Aqui no Tem Fofoca.

E a coluna não é patrocinada por NENHUMA EMISSORA, NENHUM ARTISTA DO RAMO SERTANEJO, NENHUM EX-BBB, A FAZENDA. Tem jornalista que cobra até R$ 10 mil para “sair na imprensa reconhecida e de credibilidade”.

Aqui não tem jabá… Nota de assessoria, aceito, dependendo do valor que a informação acrescentar ao leitor. Não vou postar ”fulano” foi jantar no restaurante X. Me poupe!

As opiniões da coluna são pessoais e neste espaço será falado desde a TV Brasil até os leilões de gado do Canal do Boi e emissoras afiliadas espalhadas pelos 26 estados do Brasil e o Distrito Federal.

Toda crítica bem feita, com argumentos, faz o debate ficar mais interessante.

Inscreva-se no canal do Aqui tem Fofoca no YouTube para conferir nossas ‘lives’ e vídeos diários!

Siga o Aqui tem Fofoca nas redes sociais:

Instagram: @aquitemfofocaoficial

Twitter: @beraldotv

Facebook: Aqui Tem Fofoca

Youtube: Aqui tem Fofoca

Sobre Guilherme Beraldo 4166 Artigos
Guilherme Beraldo é jornalista, editor chefe e criador do site 'Aqui Tem Fofoca'. Crítico de TV, participou dos programas 'A Tarde É Sua', 'Mulheres', 'Versátil e Atual' e 'Conexão'. Siga-me no Twitter e no Instagram: @beraldotv