Paulo Gustavo morre vítima da Covid-19, aos 42 anos

O ator e humorista, Paulo Gustavo morreu nesta terça-feira (4), vítima da Covid-19, aos 42 anos.

A informação foi confirmada pela CNN Brasil.

Paulo deu entrada no hospital Copa Star, em Copacabana, na zona sul do Rio, em 13 de março, em estado consciente e tratou uma semana da doença em um quarto particular.

Em 21 de março, o ator precisou ser entubado. Na ocasião a assessoria informou que foi necessário “entrar em ventilação mecânica invasiva, para ser tratado de forma mais segura”. 

Em 2 de abril, Paulo precisou fazer uso do recurso da ECMO (Oxigenação por membrana extracorporal).

Na ocasião, os amigos de Paulo ficaram preocupados com a possibilidade do ator entrar em síndrome de falência de múltiplos órgãos (SFMO). O quadro é caracterizado pela deterioração aguda de dois ou mais órgãos, resultando em perda da função dos órgãos acometidos.

Dias depois, Paulo Gustavo teve problemas nos ruins e precisou fazer hemodiálise. O pâncreas e fígado também foram afetados e, com a ajuda e recursos, voltaram ao estado ”normal estável”.

Em 3 de abril, os telejornais da TV Globo começaram a noticiar e informar o estado de saúde do ator. No mesmo dia, a assessoria do ator divulgou que ele precisou fazer um procedimento chamado pleuroscopia, quando foi identificada uma fístula bronco-pleural que impedia a adequada ventilação mecânica. O comunicado oficial da assessoria, disponibilizado na ocasião, dizia que as ações médicas ocorreram dentro do previsto.

Em 12 de abril, os médicos informaram que a situação de Paulo era crítica. Durante o tempo que ficou internado, o quadro de saúde apresentou hemorragias e foi necessário fazer uso de transfusão de sangue. Outros procedimentos foram realizados para tratar uma pneumonia bacteriana.

A piora significativa no quadro de saúde do ator aconteceu na noite de domingo, 2 de maio.

O boletim divulgado no dia seguinte afirmava que uma “embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa e relatava que na tarde sábado [1 de maio], a equipe médica, reduziu o uso dos sedativos bloqueador neuromuscular, o paciente acordou e interagiu bem com a equipe profissional e com o seu marido. À noite, subitamente, houve piora acentuada do nível de consciência e dos sinais vitais, quando novos exames demonstraram ter havido embolia gasosa disseminada, incluindo o sistema nervoso central, em decorrência de uma fístula bronquíolo-venosa”.

O comunicado afirmava ainda que a situação era instável e de extrema gravidade.

Nas últimas 24 horas, Paulo teve diversas complicações , após alguns testes, foi decretada a morte cerebral. O protocolo médico é feito através de testes no paciente, para ver se o paciente tem alguma reação. E, infelizmente, Paulo Gustavo não conseguiu ter estímulos vitais.

Carreira

Paulo Gustavo ganhou fama interpretando no teatro a peça Minha Mãe é uma Peça, em 2006. Em 2013, a peça se tornou um filme com outras duas edições: 2016 e 2020.

A peça foi levada a todos os estados brasileiros, sendo o único artista a fazer shows em ginásio de esportes com três mil lugares, em sessões lotadas.

Imagem: Divulgação

Na TV, o ator fez pontas em novelas e seriados. Seu primeiro trabalho foi na novela Prova de Amor, em 2004.

Na Globo, participou dos seriados Minha Nada Mole Vida, A Diarista, Sítio do Pica Pau Amarelo, Casos e Acasos e Divã.

A contratação pelo Multishow foi a grande virada na carreira. Por lá fez: 220 Volts, O Fantástico Mundo de Gregório, foi apresentador do Prêmio Multishow de Música Brasileira nos anos de 2012, 2015, 2019 e 2020.

Também estrelou no cinema ao lado da amiga Monica Martelli por duas vezes: Os Homens São de Marte… e É pra lá que Eu Vou e Minha Vida em Marte.

No teatro, Paulo ainda atuou ainda em Surto, em Infraturas, com direção do amigo Fábio Porchat.

Imagem: Instagram
Imagem: Instagram

Em 2015, Paulo se casou com o dermatologista Thales Bretas. O casal dois filhos: Gael e Romeu, que foram concebidos através de um procedimento de barriga de aluguel, na Flórida (EUA).

Paulo deixa ainda sua mãe Déa Lucia, inspiração para construir o personagem Dona Hermínia, o pai, Júlio Marcos, e uma irmã, Ju Amaral.

Às 21:12h desta terça-feira (4), lamentavelmente o paciente Paulo Gustavo Monteiro faleceu, vítima da covid-19 e suas complicações.

Em todos os momentos de sua internação, tanto o paciente quanto os seus familiares e amigos próximos tiveram condutas irretocáveis, transmitindo confiança na equipe médica e nos demais profissionais que participaram de seu tratamento.

A equipe profissional que participou de seu tratamento está profundamente consternada e solidária ao sofrimento de todos.”

E deixa ainda um Brasil todo de luto…

Descanse em paz!

Meus sentimentos à família, aos amigos e aos fãs.

Siga o Aqui tem Fofoca nas redes sociais:

Instagram: @aquitemfofocaoficial

Twitter: @beraldotv

Facebook: Aqui Tem Fofoca

Youtube: Aqui tem Fofoca

Sobre Guilherme Beraldo 2920 Artigos
Guilherme Beraldo é jornalista e assina os sites 'Portal 4' e 'Aqui Tem Fofoca'. Crítico de TV, participou dos programas 'A Tarde É Sua', 'Mulheres', 'Versátil e Atual' e 'Conexão'. Siga-me no Twitter: @beraldotv