PUBLICIDADE

Filho de Cid Moreira conta que o pai quer deserdá-lo. Esposa do jornalista rebate

Guilherme Beraldo

15/07/2021
Atualização:15 jul 2021 às 17:29

Roger Felipe Moreira, filho adotivo de Cid Moreira, revelou em entrevista à jornalista Fabíola Reipert, no Balanço Geral, da Record TV, que foi deserdado pelo pai e que o jornalista afirma ter cometido ‘’um engano’’ ao adotá-lo. O caso foi levado ao público nesta terça-feira (13).

Durante a atração, um documento mostrou que Roger não faz mais parte do testamento:

“Você continua sendo meu filho adotivo porque eu não consegui reverter a adoção (…). Fiz um documento e deserdei você. Escrevi de próprio punho e assinei. Juntei pareceres de profissionais da saúde para provar que não estou senil. Foi um engano te adotar. Fico feliz em saber que você está sendo capaz de se manter”, escreveu Cid Moreira.

Reprodução Record TV

Roger é sobrinho da ex-esposa de Cid e começou a conviver com o jornalista em 1991, quando tinha 14 anos. A adoção oficial aconteceu quando ele tinha 20 anos.

A convivência entre as partes era saudável, mas mudou quando o jovem começou a ter uma relação amorosa.

“Com 28 anos, conheci uma pessoa que foi o meu primeiro amor” lembrou. “Comuniquei querer viver minha vida e fazer coisas que eu não costumava fazer. Minha vida era de dedicação 24 horas ao Cid. A partir daí, as coisas começaram a mudar”, seguiu o cabeleireiro.

Roger ameaçou processar o pai adotivo na Justiça do Trabalho, por causa da colaboração feita em seus trabalhos de locução.

“Tudo foi retirado. Vamos dizer assim, tudo me foi retirado. Até o apartamento onde eu morava que foi me dado, foi retirado. O estúdio que ele fez para mim que era uma coisa paro meu futuro para eu ter um rendimento, para que eu não passasse dificuldade na vida”, alegou.

ATUAL MULHER DE CID ALEGA QUE NÃO HOUVE ABANDONO

“Ele foi adotado adulto, não foi um bebê abandonado”, declarou Fátima Sampaio, através das redes sociais do marido na manhã desta quarta-feira (14).

Em um vídeo com mais de treze minutos, Fátima deu a sua versão dos fatos, após o enteado expor a situação da família à imprensa:

“Ele não pode falar sobre a situação do filho dele, porque o filho dele [Roger] colocou ele [Cid] na Justiça pra receber uma indenização. Por questões de sigilo, segredo de justiça, ele [Cid] não pode comentar o caso”, começou.

O QUE DIZ A JUSTIÇA

A legislação brasileira brasileira não prevê a possibilidade de deserdar filhos, mesmo que estes sejam adotivos. O adotado tem os direitos iguais a de um herdeiro biológico.

Perante a lei, metade dos bens de uma pessoa são automaticamente dos filhos, mesmo que haja  um testamento beneficiando 100% do espólio a um terceiro.

O documento “deserdando” não tem legalidade na justiça e o termo é anulado automaticamente.

Um filho só perde o direito à herança se atentar contra a vida dos pais ou caso cometa um crime contra a honra.

Ainda que os fatos acima ocorram, os pais precisam abrir um processo judicial pedindo a exclusão de um filho (herdeiro) do testamento ou a cassação do direito à herança.

CONFIRA O DESABAFO DA ESPOSA DO CID MOREIRA:

Leia também:

Inscreva-se no canal do Aqui tem Fofoca no YouTube para conferir nossas ‘lives’ e vídeos diários!

Guilherme Beraldo no InstagramTwitter e Facebook.

Guilherme Beraldo

Guilherme Beraldo é jornalista , MTB: 90925, editor chefe, SEO e criador do site 'Aqui Tem Fofoca'. Crítico de TV, participou dos programas 'A Tarde É Sua', 'Mulheres', 'Versátil e Atual' e 'Conexão'. O Aqui tem Fofoca ganhou uma nova roupagem e um novo logo, acrescentamos o ''News''. A notícia não para.