Morre aos 84 anos, o ator Paulo José Aqui tem Fofoca - por Guilherme Beraldo
PUBLICIDADE

Morre aos 84 anos, o ator Paulo José

Guilherme Beraldo

11/08/2021
Atualização:12 ago 2021 às 9:50

Morreu nesta quarta-feira (11), aos 84 anos, o ator e diretor Paulo José. O veterano foi um dos grandes nomes da teledramaturgia brasileira.

O ator estava internado há 20 dias e faleceu em decorrência de uma pneumonia. Há mais de 20 anos, Paulo José sofria de Mal de Parkinson.

Ele deixa esposa e quatro filhos: Ana, Bel e Clara Kutner, de seu relacionamento com a atriz Dina Sfat, além de Paulo Henrique Caruso.

Vida artística

Nascido em Lavras, no Rio Grande do Sul, em dia 20 de março de 1937, Paulo José começou nas artes através do teatro, ainda na escola. Anos mais tarde, em Porto Alegre, iniciou no teatro amador.

No começo da década de 60, Paulo se mudou para São Paulo e começou a trabalhar no Teatro de Arena, onde atuou em diversas funções.

Sua primeira peça foi o ‘Testamento de um Cangaceiro’, de Chico de Assis, em 1961.

Paulo José estreou na TV Globo na novela Véu de Noiva, de Janete Clair, em 1969.

Seu primeiro grande personagem foi o mecânico-inventor Shazan, que formava uma dupla bem humorada com Xerife (Flávio Migliaccio, 1934-2020],  na novela O Primeiro Amor (1972), de Walther Negrão.

A parceria com Migliaccio fez tanto sucesso que deu origem ao seriado Shazan, Xerife e Cia., escrito, dirigido e interpretado por Paulo e Migliaccio, entre 1972 e 1974.

Ele ainda participou de mais de 48 produções, entre novelas, minissérie e programas especiais.

Destaque para a primeira versão de Gabriela (1975), Tieta (1989), Vamp (1991), Por Amor (1997), A Muralha (2000) e Caminhos da Índias (2009).

Em 2014, atou na novela Em Família, sua última aparição na TV, dando vida ao vovô Benjamin. Na trama de Manoel Carlos, o personagem sofria da síndrome de Parkinson, doença que o ator enfrentou nos últimos 20 anos.

Paulo José ainda deu vida a outros personagens marcantes: Jairo, em Explode Coração (1995), de Glória Perez; e o alcóolatra Orestes, de Por Amor (1997), de Manoel Carlos.

O DIRETOR PAULO JOSÉ

Além de um excelente ator, Paulo José também foi diretor e comandou alguns episódios de Casos Especiais (1980) e as minisséries Agosto (1993), Memorial de Maria Moura (1994) e Incidente em Antares (1994).

CARREIRA NO CINEMA

Paulo José participou e atuou em mais de 45 filmes e foi premiado em festivais. Ao todo, foram 22 prêmios.

O ator atuou O Homem Nu (1965), Macunaíma (1969), Eles não usam Black-tie (1981), O Palhaço (2011), produção dirigida e estrelada por Selton Mello.

Leia também:

Inscreva-se no canal do Aqui tem Fofoca no YouTube para conferir nossas ‘lives’ e vídeos diários!

Siga Guilherme Beraldo no InstagramTwitter e Facebook.

Guilherme Beraldo

Guilherme Beraldo é jornalista , MTB: 90925, editor chefe, SEO e criador do site 'Aqui Tem Fofoca'. Crítico de TV, participou dos programas 'A Tarde É Sua', 'Mulheres', 'Versátil e Atual' e 'Conexão'. O Aqui tem Fofoca ganhou uma nova roupagem e um novo logo, acrescentamos o ''News''. A notícia não para.