Redes sociais do Aqui Tem Fofoca
Televisão

Atriz se deu mal após desafiar consagrado autor da Globo

Publicado

/

(Créditos: Reprodução/Instagram)

Jezebel (Elizabeth Savalla) foi um dos grandes destaques de Chocolate com Pimenta, novela que foi exibida originalmente entre 2003 e 2004 na faixa das 18h e que atualmente está em cartaz pela quinta vez. Porém, nem tudo foi um mar de rosas. A atriz acabou despertando a ira de Walcyr Carrasco , autor do folhetim, por ter feito uma coisa que ele não gosta.

+ “Arnold”: conheça o lado sombrio da série e o que aconteceu com o elenco

Na trama, a personagem era irmã de Ludovico (Ary Fontoura) e mãe adotiva de Bernadete/ Bernardo (Kaiky Brito). Mulher ainda bonita, dura, sempre vivia fazendo trapalhadas. Por essa razão, ela odiava Ana Francisca (Mariana Ximenes) porque ela perdeu a herança do milionário, fazendo tudo para infernizar a vida da mocinha.

Improviso da atriz:

A atriz Elizabeth Savalla enfrentou a ira de Walcyr Carrasco em novela da Globo (Créditos: Divulgação/Arquivo)

A atriz Elizabeth Savalla enfrentou a ira de Walcyr Carrasco em novela da Globo (Créditos: Divulgação/Arquivo)

Savalla acabou improvisando em algumas cenas, criando frases que Walcyr não escrevia. Assim, o autor “puniu” a personagem deixando-a sem falas durante alguns capítulos.

“Na novela, o problema, é que você imagina um personagem de um jeito e podem fazer de outro. O que é possível na novela é quando o ator trai muito (o roteiro) e você se vinga”, justificou o autor em evento realizado na Bienal do Livro de São Paulo de 2018.

“Eu tive uma atriz bem famosa que inventava falas, e então coloquei um problema na garganta (na personagem dela) e ela ficou muda por duas semanas”, complementou.

Publicidade

Mesmo assim, a parceria seguiu:

Em suma, essa não é a primeira confusão envolvendo Walcyr Carrasco e seu elenco. Em 2013, a personagem interpretada por Marina Ruy Barbosa morreu porque não quis raspar os cabelos. Recentemente, Camila Queiroz deixou o elenco de “Verdades Secretas 2” por ter feito exigências para gravar o final de seu papel.

Mesmo assim, a parceria de Carrasco e Savalla, que iniciou em “A Padroeira” (2001) , não foi abalada. Ela seguiu escalada para outras novelas do dramaturgo, sendo seu último trabalho com Walcyr a novela “Eta Mundo Bom”.