Redes sociais do Aqui Tem Fofoca
Famosos

Filhas de Palmirinha brigam feio na Justiça por herança milionária

Publicado

/

As filhas de Palmirinha brigam na Justiça (Foto: Divulgação)

Quase um ano após a morte da apresentadora Palmirinha (1931-2023), a disputa pela sua herança milionária veio à tona. Neste momento, as três filhas da renomada cozinheira estão envolvidas em uma batalha judicial pelo espólio, uma vez que Palmirinha faleceu aos 91 anos, vítima de complicações renais. Conforme relatos do jornal Extra e da revista Veja São Paulo, a contenda entre as herdeiras teve início aproximadamente duas semanas após o falecimento da apresentadora.

Acusações de omissões de informações, ocultação de valores do espólio e má-fé são dirigidas a Sandra Bucci, a herdeira mais jovem encarregada de gerenciar a fortuna relacionada à sua mãe.

As irmãs de Sandra, Tania Rosa e Nanci Balan, expressam discordâncias em relação à administração e afirmam que a responsável pelos bens não forneceu todas as informações corretas sobre o espólio ao juiz. As informações resumem-se a uma conta bancária com R$ 8,13 e cotas da empresa Artes Culinária Palmirinha Ltda, totalizando R$ 5.100.

As duas filhas de Palmirinha afirmam não ter acesso às prestações de contas e aos contratos da empresa, dos quais não receberam nenhum valor desde o falecimento da mãe.

As herdeiras descobriram que Sandra obteve um empréstimo da mãe no montante de R$ 1,5 milhão para a aquisição de um apartamento em 2014, entretanto, não houve apresentação de evidências do pagamento da dívida. Diante disso, Tania e Nanci solicitaram a impugnação do processo de inventário.

Publicidade

Filhas de Palmirinha brigam na Justiça

As filhas de Palmirinha brigam na Justiça (Foto: Divulgação)

As filhas de Palmirinha brigam na Justiça (Foto: Divulgação)

Sandra Bucci apresentou sua defesa nos tribunais, negando ter recebido o mencionado empréstimo. Ela argumentou que foi a responsável por cuidar da mãe nos últimos anos de vida.

Adicionalmente, afirmou ter efetuado um pagamento de R$ 165 mil para cada uma das irmãs. Isso, segundo ela, quitaria o valor do empréstimo com os devidos juros. Por fim, a filha alegou que as irmãs nunca demonstraram interesse nos negócios de Palmirinha.

Então, a herdeira mais jovem também declarou judicialmente que as três irmãs compartilharam R$ 5 milhões em aplicações financeiras nos últimos meses. Além disso, em outubro de 2023, elas tentaram um acordo, porém, sem sucesso.

Além disso, em dezembro, Tania solicitou a condenação de Sandra por litigância de má-fé e não pagamento de impostos sobre os empréstimos. Elas também querem a exclusão da irmã mais nova do inventário por sonegação de herança.