Redes sociais do Aqui Tem Fofoca
Música

Nany People lança projeto musical com banda formada por humoristas e participação de Luiza Possi

Publicado

/

Nany People

A multifacetada artista Nany People rompe barreiras mais uma vez e anuncia um passo inédito em sua carreira: o lançamento do Nany People (En)Canta, seu primeiro projeto na indústria fonográfica.

Nesta sexta-feira, dia 25 de setembro, às 20h, será lançado o registro em vídeo, no TikTok e posteriormente no Youtube. São canções populares com nova roupagem, uma delas com participação de Luiza Possi. Os arranjos são da Banda Que Nunca Se Viu, formada por humoristas durante a pandemia, cada um em sua casa – daí a ideia do nome. Na sequência, ainda no mês de novembro, serão lançadas as cinco faixas nas plataformas nas plataformas de música.

Nos vocais, Nany People imprime sua personalidade nas versões criadas para ‘Perigosa’, famosa na voz das Frenéticas; ‘Esqueça’, de Roberto Carlos; ‘Ronda’, autoria de Paulo Vanzolini; ‘Coração de Papel’, de José Roberto, em dueto com Luiza Possi; e ‘Evidências’, conhecida gravação de Chitãozinho & Xororó.

O projeto nasceu após Nany People gravar um especial em vídeo a convite do Minhoca Piano Bar, do humorista Patrick Maia, para uma iniciativa chamada ‘O Baile’. A partir do resultado da gravação do especial, surgiu a ideia de levar o repertório como faixas para os streamings de música.

“Meu primeiro amor foi a música. Quando criança, participei de diversos concursos musicais, entre eles a caravana do Chacrinha, que passou pela cidade onde cresci, Poços de Caldas (MG). Na TV e no teatro estou sempre envolvida em projetos e atrações musicais, mas é a primeira vez que protagonizo algo dessa magnitude, com a minha cara e a minha digital”, resume Nany People, que está se lançando como cantora independente, em paralelo à sua carreira como atriz e humorista.

Publicidade

A Banda Que Nunca Se Viu é formada por Patrick Maia (bateria e vocais), Tuca Graça (guitarra e vocais), Daniel Pax (baixo) Rick Minervino (percussão), Zeca Urubu (teclados) e nos metais Anizio Neto (trompete), Leo Santiago (Trombone) e Paulo Mathias(saxofone)