Redes sociais do Aqui Tem Fofoca
Exclusivo Aqui tem Fofoca

No Limite: Os bastidores do show de horrores do reality

Publicado

/

Definitivamente, alguns perrengues como passar fome e a ausência de produtos de higiene básica não podem ser considerados entretenimento na televisão. O Aqui Tem Fofoca vai revelar alguns dos bastidores e momentos constrangedores enfrentados pelos participantes de No Limite.

Alguns deles se recusaram a fazer provas traçadas no início das gravações por acharem primárias demais e, por este motivo, passaram por algumas resistências não vistas nas quatro outras temporadas do reality.

As decisões da direção de No Limite deixaram constrangidos não só os participantes como ainda quem assiste de casa. Quem se encoraja a ver o reality percebeu que produtos de higiene pessoal foram restringidos: escovas de dente, pasta de dente e desodorantes não foram permitidos nos kits de sobrevivência.

Na edição de ontem (22), o público viu que apenas um grupo, o que vencesse a prova, teria direito a levar um tubo de pasta de dente.

Na semana anterior, a Globo vendeu uma ação de merchandising para uma famosa marca de desodorante e apenas um grupo do reality pode usar o produto higiênico. Os demais tiveram que conviver com cheiro natural do corpo, exposto ao sol do Ceará, um dos estados mais quentes do país.

Publicidade

A emissora também não mostrou o local onde os competidores usavam como banheiro. O motivo é mais obvio do que parece: não havia banheiro privado. Em outras edições, os participantes contavam com cabines químicas.

Nesta temporada, os ex-BBBs usaram uma fossa, que ficava distante do acampamento. Uma lagoa natural próxima ao acampamentos dos grupos Calango e Carcará foi utilizada para tomar banho com água doce.

O desconforto foi tão grande que alguns dos participantes pediram para deixar o programa. Além de Arcrebiano e Lucas Chumbo, houve mais gente que chegou para a produção pedindo para deixar o acampamento.

Boninho precisou intervir e compareceu à Praia da Barra de Sucatinga, no município de Beberibe, a quase 100km de Fortaleza (CE), para acalmar os ânimos dos protestos contra a falta de estrutura.

Outro fator que chama a atenção é o cachê pago pela Globo para passar todo este perrengue: R$ 15 mil fixos, mais R$ 2 mil por semana. Como o jogo durou entre quatro e cinco semanas, os finalistas desembolsaram até R$ 25 mil.

Publicidade

O vencedor do programa ganhará R$ 500 mil, três vezes menos que o vencedor do BBB 21. A estrutura da casa mais vigiada do Brasil é muito superior comparada com a de No Limite.

Mesmo tendo confirmado a edição de 2022, a alta cúpula da Globo está avaliando se vale a pena fazer uma nova temporada. A baixa audiência e a má repercussão do programa estão pesando na decisão.

Positivamente, pesa o faturamento. Todas as suas cotas de patrocínio disponíveis foram vendidas. Estima-se que o valor arrecadado chegue a R$ 300 milhões.

Perguntar não ofende: será que após todo o conhecimento público do show de horrores enfrentado pelos participantes, as marcas vão querer seguir no ano que vem?

Procurada, a Globo não respondeu nossos contatos.

Publicidade

Leia também:

Participe do Grupo Aqui tem Fofoca no Telegram e receba as notícias em primeira mão!

Google Notícias: Siga o Aqui Tem Fofoca e receba notícias exclusivas e quentes do momento!

Inscreva-se no canal do Aqui tem Fofoca no YouTube para conferir nossas ‘lives’ e vídeos diários!

Siga nas redes sociais:

Twitter: @beraldotv

Instagram: @aquitemfofocaoficial

Facebook: Aqui Tem Fofoca

Youtube: Aqui tem Fofoca