Redes sociais do Aqui Tem Fofoca
TV e Bastidores

Record reverte decisão judicial e não recontratará jornalista

Publicado

/

Elian Matte, jornalista que foi demitido da Record meses após denunciar assédio, não retornará mais à emissora onde ele trabalhava.

Daniela Beyrutti diz que SBT não liberará mais casting para a Globo

“Fiquei extremamente surpreso, pois apresentei mais de dez relatórios médicos atestando o burnout. Inclusive, aval da médica do trabalho da Record para que eu trabalhasse em home office enquanto estivesse em tratamento. É uma decisão que me causa tristeza e desesperança na Justiça desse país”, disse ele em conversa com a jornalista Flavia Oliveira, do portal Metrópoles.

Em nota, Elian prometeu que recorrerá em todas as instâncias possíveis, porque ele foi demitido da empresa mesmo estando doente.

Paramount muda de ideia e seguirá com Libertadores até final do contrato

Publicidade

Ilva Niño, atriz de Roque Santeiro, morre aos 89 anos

Daniela Beyrutti diz que SBT não liberará mais casting para a Globo

Relembre a denúncia que Elian Matte fez contra a Record

Em novembro do ano passado, Elian Matte foi até a polícia para denunciar que Márcio Santos, diretor de Recursos Humanos da Record, o assediava desde meados de 2022.

“Sou roteirista do programa do Cabrini e, desde o ano passado, venho sendo alvo de assédio sexual por arte do diretor de RH da Record, Márcio Santos. São pedidos insistentes para sair e apesar das minhas negativas, continuou com conversas no WhatsApp onde pergunta o tamanho do meu órgão genital, onde diz que tem ciúmes doentio por mim e que precisa de ajuda médica”, revelava um trecho do documento.

Durante um certo período ele até cedeu com represálias de ser demitido, mas tudo piorou a partir do momento em que Santos passou a usar a estrutura da emissora para ver o que o funcionário fazia.

Publicidade